A Fundação “O Século” nasceu, em 1998, para prosseguir e desenvolver a obra social do jornal “O Século”, iniciada em 1927, com a criação da sua Colónia Balnear Infantil.

Um ano depois, a Fundação “O Século” foi reconhecida como Fundação de Solidariedade Social, obtendo o estatuto de Instituição Particular de Solidariedade Social (IPSS).

Atualmente, as colónias de férias para crianças carenciadas são, apenas, uma das diferentes valências que compõem a extensa e relevante obra social desenvolvida pela Fundação.

O apoio a crianças em risco e a ajuda aos idosos e aos mais desfavorecidos fazem parte da ação diária e permanente da Fundação, que se divide por 15 áreas sociais distintas, com uma vasta intervenção social:

Os Lares de Acolhimento de crianças e jovens em risco “Casa do Mar e a “Casa das Conchas”; as “Casas da Ponte”, apartamentos de autonomização; o “Século dos Pequeninos”, que alberga a Creche e o Pré-escolar; o Centro de Atividades de Tempos Livres “Mudar o Futuro»; o PIEF (Programa Integrado de Educação e Formação); a Loja Social; o Serviço de Apoio Alimentar; o Serviço de Apoio Domiciliário; o Centro de Acolhimento de Emergência, que recebe pessoas em risco; o Centro de Apoio à Família e Aconselhamento Parental, “Relógio de Areia” e as Empresas de Inserção Social e Profissional “Alba” e “Fénix”.

Diariamente, beneficiam desta ação uma média de 400 utentes (crianças, jovens e idosos), para além dos cerca de 800 beneficiários anuais das colónias de férias e outras iniciativas.

 

Mas, não queremos ficar por aqui.

Queremos continuar a crescer e a alargar a nossa rede de apoio social para ajudar quem mais precisa.

Muitas destas ações encontram-se já protocoladas com a Segurança Social, Câmara Municipal de Cascais, Centro de Emprego (IEFP), Cruz Vermelha Portuguesa, Juntas de Freguesias e outras entidades.