cartaz_meu_coracao_vs_brevemente (2)

O meu coração não é para cobardes, projeto cultural de Rita Frazão. 

 

Depois da produção e interpretação na peça de teatro A ilha dos escravos de P.Marivaux, em 2016, no auditório da Fundação “O Século”, que contou com a presença de atores profissionais e com a participação dos jovens da Fundação “O Século”, a atriz /encenadora Rita Frazão lança um novo desafio ao Século e cria um projeto cultural intitulado O meu coração não é para cobardes

O meu coração não é para cobardes é um espectáculo de teatro e comunidade da atriz/encenadora Rita Frazão em colaboração com as jovens da Fundação “O Século”. Esta peça retrata histórias de amor mal resolvidas e tem como base elementos autobiográficos do universo feminino. 

As histórias de amor começam com a nossa primeira relação, a relação materna e/ou paterna. Por isso, a atriz/encenadora quis usar o palco como espaço de catarse artística e ferramenta de empoderamento para as jovens .

A peça aborda temas como o abandono, violência; abusos, mas, também, coragem; força e determinação.

Este projecto é uma proposta da atriz Rita Frazao à Fundação “O Século” e é totalmente voluntário e independente.

Em simultâneo, a atriz encontra-se a terminar a sua pós graduação em teatro e comunidade e Mestrado em artes performativas, tendo fundado ainda um coletivo artístico Catharsis Emotional Arts, representando artistas de várias áreas, que dá enfoque às artes performativas e visuais com o objectivo de provocar emoções e transformar pela Arte.

Em suma, O meu coração não é para Cobardes é um projeto com foco no conceito  de empowerment, isto é, um lugar onde se constrói e se ensina a construir.

A peça conta com a colaboração do ator Carlos Alves. 

 

A segunda parte deste projeto será um monólogo da atriz, com encenação de Eduardo Coutinho, encenador de São Paulo, no Brasil, que tem estreia marcada para março de 2019. 

 

A entrada para assistir a este espetáculo é livre . Será contudo necessário  fazer uma reserva para garantir o seu lugar ! Mais informações sobre reservas a partir do dia 1 de Junho. 

Datas e local das apresentações :

29 e 30 de Junho às 21 h00; 

1 de Julho às 17 h00

No auditório da Fundação “O Século” 

 

http://oseculo.pt/fos/wp-content/uploads/2018/05/cartaz_meu_coracao_vs_brevemente-2.jpghttp://oseculo.pt/fos/wp-content/uploads/2018/05/cartaz_meu_coracao_vs_brevemente-2-150x150.jpgGabinete de ComunicaçãoDivulgação CulturalNotíciasO meu coração não é para cobardes, projeto cultural de Rita Frazão.    Depois da produção e interpretação na peça de teatro A ilha dos escravos de P.Marivaux, em 2016, no auditório da Fundação 'O Século', que contou com a presença de atores profissionais e com a participação dos jovens da Fundação 'O Século',...Uma Fábrica de Amor