REUNIÃO 2

A Fundação “O Século” acolheu, na semana passada, a primeira reunião de trabalho do projeto EFCCP – European Framework of Competences for Community Professionals working in Gang Environments, batizado pelos parceiros como framegangs Project.

 

 Durante vários dias, os técnicos dos diferentes países que integram este projeto europeu promovido pela Fundação “O Século” estiveram reunidos no Auditório Comendador Rui Nabeiro para definir as linhas de orientação e traçar metas.

 O EFCCP – European Framework of Competences for Community Professionals working in Gang Environments trata-se de um projeto europeu promovido pela “Fundação O Século”, aprovado, recentemente, pela Agência Erasmus+ que tem como objetivo o desenvolvimento de um perfil de competências para profissionais que “trabalham em contextos de delinquência juvenil e gangues”.

Este projeto europeu EFCCP, que reúne vários parceiros (dois de cada país) de Portugal, Roménia, Lituânia e Itália, prevê identificar o perfil dos profissionais-chave  que trabalham nos contextos de comunidades com  gangues, descrevendo as suas características comuns, em termos de competências, e desenvolver uma “ferramenta de navegação” que apresente os principais grupos de competências, níveis de proficiência ligados ao Quadro Europeu de Qualificações (QNQ) e exemplos de conhecimento / comportamento / competências.

Esta ferramenta de navegação permitirá ajudar todos os profissionais a perceber o que é necessário para lidar com jovens em risco no contexto da delinquência juvenil .

Os objetivos específicos do projeto são:

– Produzir perfis ocupacionais adequados aos técnicos que trabalham com jovens em risco em contexto de gangues e lidam com o impato da delinquência por toda a Europa.

– Identificar em cada país parceiro sectores-chave, organizações e cargos que trabalhem com a delinquência e a criminalidade associada aos gangues e com o impacto do crime ligado aos gangues (polícia, serviços de reinserção social, trabalho com jovens, serviços de saúde, sociais e educativos, etc.).

– Identificar em cada país parceiro, através de pesquisa documental e pesquisa consultiva, os conhecimentos, habilidades e competências necessárias para desenvolver capacidade e garantir uma iteração melhor e mais eficaz junto aos jovens em risco, jovens delinquentes e membros de gangues, a fim de reduzir a criminalidade no futuro.

– Desenvolver um Quadro Europeu de Competências, através de uma ferramenta online iterativa, que contenha: os principais grupos de competências; competências específicas; os níveis de proficiência relacionados com exemplos de conhecimentos/competências/atitudes. Esta será uma ferramenta fundamental para o desenvolvimento de uma linguagem comum entre profissionais, empregadores, prestadores de cuidados e comunidades de Ensino e Formação, num contexto em que a definição do problema é em si mesmo um desafio: o que é um gangue para si e para a sua comunidade?

Este projeto surge de uma parceira entre a Fundação “O Século” ( Portugal); a IPS -Innovative Prison Systems (Qualify Just IT solutions and Consulting) ( Portugal); Center for Promoting Lifelong Learning (Roménia); Human Development and Social Integration Regional Center (Roménia); Fundo de caridade “Garstycios grudas” (Lituânia); Psychological support and counselling centre ( Lituânia); Universidade de Sassary (Itália) e a Associação ISES (Itália).

https://oseculo.pt/fos/wp-content/uploads/2015/10/REUNIÃO-1-1024x768.jpghttps://oseculo.pt/fos/wp-content/uploads/2015/10/REUNIÃO-1-150x150.jpgFundaçãoAcção SocialA Fundação “O Século” acolheu, na semana passada, a primeira reunião de trabalho do projeto EFCCP - European Framework of Competences for Community Professionals working in Gang Environments, batizado pelos parceiros como framegangs Project.    Durante vários dias, os técnicos dos diferentes países que integram este projeto europeu promovido pela Fundação...Uma fábrica de amor